Registrar uma marca de cachaça

Cachaça é o mais orgulhoso do Brasil e um ingrediente da caipirinha, a bebida mais famosa do mundo.

É uma das maiores descobertas do Brasil e é altamente reconhecida em todo o mundo.
segunda bebida mais consumida do país, perdendo apenas para a cerveja, tem um importante significado cultural, turístico e econômico. 

As rotas de produção e turismo das cachaças movem milhões de reais todos os anos e oferecem oportunidades de emprego para várias famílias.

Embora seja o destilado mais consumido no país, mesmo para os conhecedores, ainda existem fatos desconhecidos. 

Dito isto, acompanhe este artigo de como registrar uma marca de cachaça.

Continue a leitura e confira!

Registrando uma marca de cachaça

As cachaças produzidas no país são uma verdadeira bebida nacional.

No Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, existem 951 produtores de cachaça e 611 bebidas espirituosas registradas, representando cerca de um quarto de todos os produtores de bebidas registradas e produzidas no país, ou 6.362.

Em tudo isso, não se esqueça que para criar uma marca de cachaça, tente registrar o registro de 33 marcas do INPI, pois envolve bebidas alcoólicas (exceto cerveja).

Passo a passo de como registrar uma marca de cachaça

1.Passo: escolha do nome

O primeiro elemento que você deve pensar é escolher o nome. 

Neste momento, é essencial que o empreendedor tente encontrar uma marca muito distinta, evitando conflitos com outros nomes e marcas.

2.Passo: busca prévia

Tendo escolhido o nome a ser utilizado, é necessário realizar uma pesquisa anterior. 

Dessa maneira, uma pesquisa prévia visa identificar se terceiros já possuem registro semelhante ou idêntico à marca a ser registrada.

E bem, muitas pesquisas são realizadas pelo Google e pelo próprio site do INPI. 

No entanto, embora essa pesquisa seja eficaz, por não usar todos os parâmetros necessários, geralmente é falha e não é possível encontrar marcas que possam entrar em conflito com a marca de destino.

3.Passo: pedido de registro

Se nenhum problema for encontrado na pesquisa prévia, é recomendável registrar imediatamente um pedido de registro de marca para evitar pesquisas desatualizadas e terceiros podem depositar marcas similares no INPI.

Mesmo devido à simplicidade do sistema, muitos empreendedores armazenam aplicativos de registro de marca registrada em suas contas e todos são informatizados. No entanto, o registro de marca não é tão simples quanto parece! 

Por exemplo, as classes e especificações registradas por muitas pessoas são incompletas e enganosas.

Inclusive, muitas pessoas não sabem que existem várias empresas que precisam estar registradas em várias categorias do INPI, portanto, a falta de registro em uma determinada categoria resultará em falta de proteção da marca nessa atividade específica.

4.Passo: acompanhamento do processo

Muitas pessoas pensam que depositar sua marca no INPI é seguro, mas não é assim que funciona. 

Depois que um pedido de registro de uma marca é registrado, a prioridade e os direitos pendentes são garantidos, mas o longo processo de concessão de um registro de marca é iniciado.

Portanto, é necessário monitorar o processo, pois pode haver exigências, oposição de terceiros e rejeição pelo INPI, que devem ser atendidas dentro do prazo ou caso contrário o contrato será perdido.

Nesse sentido, é importante destacar um fato comum: muitos empreendedores não seguem este processo e, apesar da aprovação, não pagaram indenização do INPI, o que provoca o encerramento do processo.

5.Passo: acompanhamento de colidências

A colidência é um termo usado para indicar a semelhança entre marcas. 

Além do acompanhamento do processo, o acompanhamento de colidências também é muito importante, embora geralmente seja ignorado pelos empreendedores.

O monitoramento de colidências inclui a manutenção de solicitações de terceiros atualizadas com o INPI e a verificação de marcas que possam causar problemas à sua marca, de modo a tomar medidas extrajudiciais e judiciais.

Outra coisa, registrar uma marca é um trabalho que exige atenção e bastante prudência. 

Por fim, não se esqueça que sua marca é um dos ativos mais valiosos da sua empresa, já que é o primeiro contato que seus clientes terão com sua empresa.

E aí, ficou com alguma dúvida sobre este artigo? Entre em contato conosco agora mesmo!

  • Share:

Leave a Comment

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href=""> <abbr> <acronym> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Título
Open chat
Precisando de ajuda?